http://jocportugal.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/239692banner5_CN_desemprego6.giflink
http://jocportugal.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/205537banner1.jpglink
http://jocportugal.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/874362banner5_CN_desemprego5.giflink
http://jocportugal.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/479016banner2.jpglink
Campanha Nacional: Desemprego JO - Juventude Operária Campanha Nacional: Desemprego
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária


Faixa publicitária
Faixa publicitária

Dia do Associativismo Jovem, 30 abril

30 abril | DIA DO ASSOCIATIVISMO JOVEM
Associa-te também: independentemente da camisola que vestires, em conjunto serás mais forte e farás mais pela sociedade a que pertences!

 

alt

 

 

 
Comemoração do Centenário do Ir. Roger | Comunidade de Taizé


Em 2002, a edição da JO saída em janeiro/fevereiro, a primeira edição em formato revista, lançava na capa
, e como artigo Em Foco, um texto sobre Taizé, Comunidade Ecuménica.

No dia 12 de maio, dia em que se comemora o Centenário do Ir. Roger, fundador da Comunidade Taizé, em França, vamos recuperar uma parte deste artigo, passados tantos anos, e redescobrir o encanto desta Comunidade, desta forma.
 

alt

 
1º MAIO - "Desemprego: uma calamidade com fim à vista?"

 

alt


Os jovens não podem ficar sem trabalho, sem perspetivas e sem esperança.

A JOC – Juventude Operária Católica acredita que é prioritário o acesso ao trabalho para todos e por isso lançou, em Fevereiro de 2014, uma Campanha Nacional de luta contra o desemprego, sob o slogan ‘Dá emprego aos teus sonhos, dá trabalho à tua vida!. Durante este ano, o foco foi “VER” a realidade.

 

Algo que tem provocado bastante inquietação é o conceito de desempregado sobretudo nas camadas mais jovens. Na verdade, os jovens à procura do primeiro emprego e os jovens nem-nem (jovens que não estudam, nem trabalham), não se incluem muitas vezes no conceito de desempregado. Além disso, existe também uma grande controvérsia sobre a veracidade (ou não) das estatísticas do desemprego. Com esta campanha, comprovámos o que já supúnhamos. O número real de desempregados do nosso país é francamente superior ao apresentado nas estatísticas, existindo várias razões para que isto aconteça: